Página Inicial --> psicologia e comportamento --> Comportamento --> Escola de Samba Águia de Ouro faz homenagem aos profissionais da saúde!

Escola de Samba Águia de Ouro faz homenagem aos profissionais da saúde!

A pandemia do Coronavírus – Covid 19 – Abalou todo o planeta Terra. Nações ricas e poderosas, pobres e miseráveis, todas sucumbiram à enfermidade, impotentes.

Num primeiro momento, o ataque foi direto nas camadas mais ricas da população. Houve até quem pensasse que o vírus não iria atingir os menos favorecidos, os mais pobres, os desamparados, os que vivem à margem da sociedade.

Na idade média, os velhos alquimistas procuravam pela Pedra Filosofal e, enfurnados em seus laboratórios, diziam que ali, naquele confinamento, eles encontravam um ambiente harmonioso, propício para que pudessem refletir e buscar respostas para as grandes perguntas que o homem fez, faz e sempre fará.

Nicola Maquiavel foi um pensador importante que trabalhou como poucos a questão do negativismo dos homens. Para ele, não tem jeito. O ser humano não presta.

Porque o mundo realmente está em conflito. E esse conflito é permanente. Temos motivo de sobra para nos aborrecer. Essa é a linha central do pensamento de Maquiavel.

Nesse contexto a pandemia se apresenta como um sofrimento que não tem fim. Vemos pessoas morrendo por falta de uma vacina eficaz e os políticos se degladiando num festival de acusações para ver quem é que mata mais.

Veja e ouça essa mensagem que recebeu o título de: Sociedade negativa.

Maquiavel estava certo. O homem tem essa partícula negativa.

A epidemia também gerou uma sonoridade. Não foram apenas os gritos roucos, raspando a garganta, vindos de pulmões dilacerados pela dor. Foram canções que começaram a contar como é que estamos reagindo.

Escola de Samba Águia de Ouro, de São Paulo, grava o samba enredo do Carnaval 2021 que não aconteceu. Com isolamento social, máscara e muito alcool em gel, a Escola de Samba presta uma homenagem aos profissionais da saúde:

Escola de Samba Águia de Ouro e o Carnaval que não aconteceu.
Uma conversa, um grito de socorro, um apelo e pronto: o vírus se projeta e se instala nas pessoas. Os mais susceptíveis são os mais velhos e mais enfermos. Os que morrem mais rápido são os que estão com a imunidade em baixa.

No mundo conturbado como este em que vivemos, é comum as pessoas demonstrarem impaciência, intolerância, irritação, aborrecimento. Porque tudo isso acontece? Os especialistas dão a esse comportamento o nome de estress. Dizem que vivemos estressados. Veja e ouça esta mensagem que eu gravei. É uma releitura de um texto de Fernando Pessoa:

Quando fazemos uma pausa na correria do dia e olhamos para dentro de nós mesmos, concluímos que os especialistas tem razão, que estamos mesmo stressados e, o que é pior: parece que não há salvação.

Perdemos a paciência, nos tornamos pessoas agressivas e não vivemos bem. Se ficamos duas horas no trânsito de São Paulo, isso equivale a fumar um cigarro por dia. A poluição entra pelos nossos pulmões e vai se alojando, minando nossas energias. Tem gente que vive para trabalhar. Se esquece de trabalhar para viver.

Embora negativo, os homens demonstram até um certo bom humor para tratar da questão do Coronavírus. Em cada país, em cada região, a pandemia ganha uma cor e um som.
MC Fioti regravou o seu funk. Tirou as bailarinas charmosas e fez arte no Instituto Butantan.

Resistir!!! Esse é o tema da canção gravada no México por mais de 30 artistas, de maneira virtual. Todos se uniram para dar uma força na luta e no combate ao coronavírus. Participam entre outros: Alex Ubago, Andrés Suárez, Álvaro Soler, Blas Cantó, Carlos Baute,

Quando você perder todas as partidas e à noite for dormir com a solidão…. É assim que começa a canção alto astral: Resistirei… para seguir vivendo..

Enquanto isso, na Itália, o cantor Cristóvan, também buscando animar o pessoal que ficou tanto tempo confinado, cantava e afirmava: Andrà Tutto Bene. Vai ficar tudo bem…. Tudo isso vai passar:

A canção é otimista: Vai dar tudo certo…. vai ficar tudo bem.

O problema, que incomoda a todos, é que não está ficando tudo bem e pelo visto não irá ficar. 2020 já passou e estamos acelerando em 2021. A vacina ainda é uma incógnita e o número de mortes pelo Covid 19 só aumenta.

Corona ( Na Na ) Rucka Ali Feat DJ Not Nice – Toque musical que circula pelas redes. Em tom mais alegre, fala das dificuldades que estamos enfrentando.

Enquanto não vencemos esse inimigo invisível que rouba as nossas vidas e tira a alegria de viver, vamos nos defendendo. Usando máscara, evitando aglomerações, ficando em casa o máximo que puder e lavando sempre as mãos com água e sabão ou alcool em gel.

Sobre Paulo Roberto Machado

Jornalista e Radialista Profissional, graduado em Comunicação Social e Pós Graduado em MKT pela PUC de Campinas, trabalhou, em Campinas e em São Paulo, durante anos na Rede Globo de Televisão - TV e Rádio, na Bandeirantes - Rádio e TV e na antiga TV Manchete como repórter, editor e apresentador e âncora de Telejornais e programas de Debate. Formado em Teologia pelo Seminário Teológico Batista Ágape.

Leia Também

16 Psique, o asteroide que vale mais que a Terra.

O asteroide 16 Psique, descoberto em 1852, tem 226 quilômetros de diâmetro e está a …