Página Inicial --> Ciência e Tecnologia --> Engenheira Nadia Ayad, brasileira, vence concurso mundial com pesquisa sobre o carbono

Engenheira Nadia Ayad, brasileira, vence concurso mundial com pesquisa sobre o carbono

Nadia Ayad se formou em Engenharia de Materias pelo Instituto Militar de Engenharia do Rio de Janeiro, em 2016.

54073-inn_nadia_04

No fim do ano, ela venceu o concurso mundial promovido pela Sandvik, em que propôs a utilização de grafeno – um material a base de carbono, 200 vezes mais resistente que o aço e considerado o melhor condutor térmico e elétrico do mundo – em um dispositivo de filtragem e sistema de dessalinização para fornecer água potável para residências.

INN_Nadia_05

O Desafio do Grafeno reuniu dez pesquisadores de todo o mundo na sua etapa final. Todas as ideias apresentadas mostravam inovações sustentáveis e que iriam revolucionar as casas modernas, utilizando grafeno. As dez melhores propostas foram avaliadas por especialistas da área com base nos critérios: inovação, viabilidade e design.

Nadia-Ayad

A aproximação de Nadia com o campo da pesquisa veio ainda na faculdade, quando ela conseguiu uma bolsa do Ciência Sem Fronteiras para estudar na Inglaterra. Na Universidade de Manchester, onde passou um ano, a brasileira teve contato com grandes nomes da área e com os campos de pesquisa pelos quais se interessava.

Logo após a conquista, Nadia visitou a sede da Sandvik Coromant, em Sandviken, na Suécia. Ela se reuniu com profissionais da indústria e visitou o Centro do Grafeno na Universidade Chalmers.

 INN_Nadia_01

O projeto de Nadia Ayad para o PhD trata do uso de biomateriais para induzir as células-tronco a formar tecidos como os das cartilagens, por exemplo, em versão 3D. Nas universidades estrangeiras, a brasileira encontra mais oportunidades para o tema e também mais recursos. “Mas também vejo que há muitos aspectos positivos no Brasil. A experiência no exterior mostra que dá para aprender com o que se faz lá fora e, ao mesmo tempo, entender o que fazemos de bom aqui”, explica Nadia.

De olho na carreira acadêmica e focada nos potenciais usos de biomateriais dentro da medicina, Nadia pretende trazer mais discussões sobre o seu tema de análise ao Brasil, onde o campo de estudos dá os primeiros passos. “Quero que, no futuro, as pessoas não precisem ir para fora para ter acesso à pesquisa de ponta”.

Veja a matéria original no site Estudar Fora em:

Brasileira vence concurso mundial por sua pesquisa com carbono

Sobre Paulo Roberto Machado

Jornalista e Radialista Profissional, graduado em Comunicação Social e Pós Graduado em MKT pela PUC de Campinas, trabalhou, em Campinas e em São Paulo, durante anos na Rede Globo de Televisão - TV e Rádio, na Bandeirantes - Rádio e TV e na antiga TV Manchete como repórter, editor e apresentador e âncora de Telejornais e programas de Debate. Formado em Teologia pelo Seminário Teológico Batista Ágape.

Leia Também

Uma conversa sobre a Páscoa, a Passagem e o Deserto!

Essa história da caminhada é mesmo muito interessante. Tem sido assim, ao longo da história da …